Sessão solene em homenagem ao Exército acontece nesta terça-feira em Jaraguá

Comemoração aos 371 anos da instituição é uma iniciativa do presidente da Casa, Kelmann Vieira

Braço forte, mão amiga!O lema é do Exército Brasileiro que completou, em 19 de abril passado, 371 anos de serviços prestados ao País. Para homenagear os militares, a Câmara Municipal de Maceió realiza sessão solene a partir das 9h30 desta terça-feira (30). A solenidade acontece no Plenário Vereador Silvânio Barbosa, na sede da Casa, em Jaraguá. A Casa concede também o Título de Cidadão Honorário ao major da PM, Rodrigo Dionizio Giacomelli. A sessão em alusão ao Exército é de iniciativa do presidente do Legislativo, vereador Kelman Vieira (PSDB). Já o título conferido ao oficial tem como autor o vereador, hoje licenciado e secretário municipal de Governo, Eduardo Canuto (PSDB).

O Dia do Exército é celebrado em 19 de abril em memória à Batalha dos Guararapes, que ocorreu em 1648, no estado de Pernambuco. Naquele episódio, brasileiros de diversas etnias se uniram para combater, pela primeira vez, a dominação holandesa.

“Ao longo dos seus 371 anos de existência, o Exército Brasileiro tem buscado se pautar na Carta Magna e o império da lei e da ordem”, define-se a própria instituição em comunicado.

O presidente da Casa, vereador Kelmann Vieira, justificou a iniciativa de homenagear o Exército Brasileiro.

“O brasileiro tem muito orgulho do nosso Exército tendo em vista os relevantes serviços prestados pela instituição. Atua, com relevante participação em campanhas de cunho social e humanitária, aqui e fora do Brasil. É sinônimo de segurança para todo o povo brasileiro em qualquer que seja a ameaça. Por tudo isso, tomei a iniciativa de realizar a sessão solene, com aprovação por unanimidade dos meus pares, para homenagear a instituição. Tenho a certeza de que será um encontro bastante significativo”, declarou.

Entre as inúmeras atribuições do Exército Brasileiro, estão as de garantir a lei, a ordem e os poderes constitucionais. Além disso, o EB é responsável, no plano externo, pela defesa do País em operações eminentemente terrestres.

Ainda de acordo com a própria instituição, entre os exemplos de Braço Forte do Exército, descritos em seu site, está a intransigência da força militar em possíveis revoltas.

“Ao reagir, intransigentemente, às tentativas de fragmentação do território e da unidade nacional, durante as revoltas internas e a guerra de independência, bem como às investidas de ideologias totalitárias. Graças ao Exército do passado, podemos, hoje, dispor de vasta extensão territorial e de imensos recursos naturais, esteios de um país rico e próspero”, diz o texto.

Já como Mão Amiga, o Exército destaca sua atuação em ações humanitárias como a seca em regiões como o Nordeste.

“Ao coordenar e apoiar, entre outras operações de caráter subsidiário, a Operação Pipa, que distribui, emergencialmente, há quase 20 anos, água potável a mais de 4 milhões de cidadãos brasileiros, moradores de quase 900 municípios afetados pela seca, contribuindo, assim, para que o Estado brasileiro possa cumprir a função social para a qual é estabelecido”, afirma.

FUTURO – Ainda conforme a própria instituição, há um plano de visão de futuro que prevê, até 2022, o processo de transformação do Exército que chegará a uma nova doutrina – com o emprego de produtos de defesa tecnologicamente avançados, profissionais altamente capacitados e motivados – para que o Exército enfrente, com os meios adequados, os desafios do século XXI, respaldando as decisões soberanas do Brasil no cenário internacional.

(Visited 1 times, 1 visits today)